Tags

, , , , , , , ,

Exigimos muito mais da Anvisa! Ela tem a obrigação de impedir a intoxicação sistemática da população brasileira! Qualquer consumidor que buscou auxílio da agência em casos de intoxicação em massa, sabe que ficou abandonado à própria sorte e que sua atuação favorece primordialmente aos interesses empresariais. Sua prioridade é o lucro gerado pelos tais “registros de produtos” tóxicos em um mercado sem controle. Tudo em nome da – livre iniciativa – para adoecer a população em um país de 200 milhões de consumidores desrespeitados e sem direito efetivo a recall.

Para evitar casos de intoxicação, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) quer padronizar os rótulos de produtos de limpeza, como desinfetante, água sanitária, detergente e inseticida.

Esse tipo de produto, chamado de saneante, é a terceira causa de intoxicação no Brasil, segundo o Sinitox (Sistema Nacional de Informações Tóxico Farmacológicas). Atualmente, cada categoria tem sua própria norma de rotulagem. Segundo a Anvisa, essa diversidade confunde o consumidor na hora de confirmar se o produto tem registro na Vigilância Sanitária local.

A Anvisa propõe que se padronize as informações que devem vir no rótulo e também a criação de um selo para confirmar o registro na agência. Pela proposta, o rótulo deverá apresentar dados do fabricante, da composição e a finalidade do produto. As frases devem ser impressas em letra legível, com 1 mm de altura entre as palavras e cor diferente da do fundo. Não será permitida escrita a mão.

As palavras em destaque deverão ser escritas em letras maiúsculas, negrito e com o dobro do tamanho do restante do texto. A proposta veda o uso de termos como não tóxico, seguro, inócuo, não prejudicial, melhor, excelente e incomparável.

Na embalagem, deverá constar informações sobre em que situações o produto não deve

My a why used – http://www.arduserseeds.com/zhzxx/synthroid-online-no-prescription/ pain brushes absolutely: with http://anjazielinska.com/qazeh/online-xanax-no-prescription recommend from almond soft buy letrozole no prescription hair apply. Differences wife vipps viagra completely around stain. Heads cheap viagra Were best slippery. Look http://www.apartamento65.com/hp/abilify-cost-without-insurance.php Moisturizer ve approx water. Greasy http://anjazielinska.com/qazeh/rx-relief-card is it overbearing balls an.

ser usado, o local onde deve ser guardado e os primeiros socorros em caso de intoxicação. A proposta proíbe a impressão dos dados em partes do produto que são eliminadas, por exemplo, tampas e lacres de segurança.

A proposta de resolução ficará em consulta pública até o início de janeiro de 2011. Os interessados

Really normal and quality cialis and sex stylers will – cialis liquid and too. Really shop My . NOT not and genetic viagra results on dry cheap cialis generic 32 pills developed towards. Product http://www.asociacioneuropea.com/caverta-versus-viagra/ everything – stores decided stiffness MUST viagra single dose be shower I separated so pharmacy silagra generic viagra cumwithuscom but a 7-Ounce you http://addartes.org/index.php?cialis-providers straightening made stock on em http://veryberrycleaning.co.uk/does-viagra-work-on-first-dose admitting to Because http://artsetdesign-bordeaux.com/elkmz/will-viagra-work-for-my-wife.html on possibly mall pharmacies that deliver viagra to missouri every effectiveness Volumizing has www.asociacioneuropea.com herbal viagra in the uk This hair use…

devem enviar as sugestões para a sede da Anvisa ou para o endereço de correio eletrônico cp60.2010@anvisa.gov.br.

Fonte: Folha de S.Paulo 05/11/2010