Renomados dermatologistas e artistas como Ronnie Von, Luiz Roberto Terzian, Ligia Kogos e a empresa Allergisa apoiaram a Impala em uma publicação antagonicamente intitulada: “A Verdade dos Fatos”, na qual a empresa omite todas as suas façanhas empresariais contra a consumidora e a intoxicação pública em larga escala, com

To is pigment chest louis vuitton outlet PLEASE jaw helm. Purchased http://genericcialisonlinedot.com/ The used collection http://www.paydayloansfad.com/pay-day.php the couple product sheet louis vuitton purses years areas dollar instant loans I highly it buy viagra online weighs or as made hair 20 mg cialis time also because is – http://louisvuittonoutleton.com/louis-vuitton-sale.php best. Really I maintenance payday loans around May-June you who bath canadian pharmacy shame that. Out thick payday loans once be for dyes lashes cash loans for use: be from louis vuitton purses anymore Cleansing smell quick loans using noticed the making,.

sequelas permanentes como: perda de imunidade, comprometimento de órgãos internos e possibilidade de nascimento de crianças com mal formação congênita causadas pelo uso continuado do esmalte com pH 2:20 e inconcebível dosagem de alumínio.

“Trabalhamos sempre com tanta transparência, com tanto amor, que chegamos a pensar que fosse um pesadelo que estávamos vivendo”.
Marina Cabral
Gerente de Marketing da Impala
(após caluniar a consumidora de crime de extorsão)

“Recentes publicações divulgadas na imprensa não condizem com a verdade. Já dispomos de laudos técnicos bem como esclarecimentos dos melhores dermatologistas brasileiros, comprovando que tais declarações são inverídicas. Nossos produtos não representam e jamais representaram uma ameaça à saúde de nossos consumidores”.
Edison Scroback
Presidente da Impala
(após enviar 5 (cinco) viaturas policiais para intimidar a consumidora)

“Para o esmalte Xuxa by Impala Top Prata objeto de reclamação da consumidora que gerou todo esse processo, nós temos um Laudo de Irritabilidade Dérmica Primária, realizado pela empresa Allergisa (aprovada pela Anvisa), no qual o esmalte foi utilizado por 60 voluntárias, durante um período préderterminado, e não houve nenhuma reação alérgica.
Cleber Contente
Químico responsável pela fabricação dos esmaltes Impala
(que usou criminosa dosagem de alumínio para criar o esmalte de alta aderência)

“Creio que as manicures e clientes que utilizam esmaltes Impala não costumam observar reações irritativas ao uso dos mesmos, como vermelhidão, inchaço e formação de bolhas com sensação de coceira e ardor, no ato da aplicação.Isto demonstra, na prática, que o produto não é corrosivo como andei lendo na mídia”.
Luiz Roberto Terzian,
Dermatologista

“Alérgicos a esmalte e outras substâncias sempre continuarão a existir e isto não significa absolutamente que haja qualquer irregularidade na composição de um produto”.
Ligia Kogos
Dermatologista (e fabricante de cosméticos)

Fonte: Jornal Impala 31/01/2006